Notícias

Congresso internacional discute relevância dos sistemas agroflorestais e erva-mate como ferramenta para conservação da biodiversidade e segurança alimentar 

Publicado em 22 de junho de 2018

O Congresso Mundial ICLEI 2018 está acontecendo no Canadá. Sediado pela Maison du Développement Durable (Casa do Desenvolvimento Sustentável) de Montréal, o evento proporciona um gigante e proveitoso encontro entre instituições governamentais internacionais, pesquisadores e ativistas para discutir estratégias que viabilizam o desenvolvimento sustentável em diversas regiões do planeta. A relevância deste congresso se dá na magnitude e abrangência dos projetos em desenvolvimento que são apresentados no evento, servindo como uma plataforma global de discussão sobre o desenvolvimento sustentável.

Durante o evento, centenas de prefeitos de cidades ao redor do globo, representantes de organizações, empresas e outros parceiros se reunirão com fins de orientar a agenda mundial para o desenvolvimento sustentável.

Neste contexto, uma Conferência especial foi organizada para discutir as práticas de agricultura sustentável que relacionam diretamente os meios rural e urbano, e, com o enfoque no Brasil, integrantes do CEDErva apresentaram para os participantes do evento os sistemas tradicionais de produção de erva-mate sombreada e as relações com a conservação do ecossistema da Floresta com Araucárias.

André Lacerda, pesquisador da Embrapa Florestas e a arqueóloga Evelyn Nimmo defenderam que o reconhecimento dos sistemas de produção da erva-mate sombreada representam um grande passo para a valorização da cultura, do meio ambiente e do conhecimento tradicional. No link abaixo você tem acesso ao vídeo da apresentação do CEDErva no Canadá, assim como acesso ao site do evento maior. Mais abaixo, algumas imagens da participação no Congresso 

 

Evento em Curitiba reuniu pesquisadores, agricultores e interessados em agroecologia

Publicado em 21 de fevereiro, atualizado em 16 de março de 2018

Durante os dias 13, 14 e 15 de março, o campus Curitiba da UTFPR sediou dois relevantes eventos acerca do desenvolvimento das discussões sobre sistemas agroflorestais e a redução da utilização de agrotóxicos em plantações. O II Seminário Internacional: Fortalecimento da Agroecologia, Consequências dos Agrotóxicos à Saúde Humana e a Natureza e o IV Seminário: Sistemas de Produção Tradicionais e Agroecológicos de Erva-mate reuniram centenas de interessados nas temáticas sobre sistemas agroflorestais e agroecológicos de produção de alimentos. Dentro do seminário que discutiu o futuro da união dos produtores acerca de uma marca coletiva ou Indicação Geográfica (I.G.) da erva-mate do Centro-Sul do Paraná, integrantes do CEDErva apresentaram os progressos obtidos desde o início do projeto e divulgaram também o centro de informações sobre os sistemas tradicionais e agroflorestais de produção de erva-mate existente em nosso site.

Abaixo, seguem algumas imagens das apresentações e do evento:

Equipe CEDErva realiza digitalização de obra rara sobre erva-mate

Publicado em 27 de novembro de 2017

No início deste mês, integrantes do CEDErva, juntamente com colaboradores da Technische Universität Berlin, realizaram visitação ao Museu e Jardim Botânico de Berlim, na Alemanha. Dentre inúmeros e relevantes estudos publicados sobre as plantas e vegetações da América do Sul aos quais tivemos acesso na biblioteca da instituição (ligada à Freie Universität Berlin), o famoso e também raro livro 'La indústria yerbatera en Misiones', de Carlos Gallardo, pode ser considerado como o ponto alto da visitação.

Publicado em 1898, neste livro estão descritos, com enorme atenção e sensibilidade aos detalhes, os processos de colheita, processamento e distribuição da erva-mate no final do século XIX, além de ilustrar com riqueza as espécimes florestais que compunham os ervais naturais argentinos naquele período. Em anexo ao livro, na parte final, o grande destaque da obra: o mapa gráfico da indústria ervateira em Misiones. Neste mapa, encontram-se representados com pontualidade as localizações dos ervais plantados pelos jesuítas em suas reduções ao longo dos séculos XVII e XVIII.

Devida a relevância desta obra para as pesquisas históricas e botânicas sobre a erva-mate e a raridade desta obra para pesquisa em acervos (de fato, somente um exemplar está catalogado em bibliotecas sul-americanas, e, somando os exemplares disponíveis nos Estados Unidos e Europa, encontramos sete exemplares), nos foi possibilitada a realização da digitalização do livro.

Aqui no site do CEDErva você encontra os links para o download da obra completa, incluindo também o mapa, agora disponíveis para todos os pesquisadores e entusiastas da erva-mate, em excelente qualidade e livre acesso, através dos links abaixo:

Na nossa galeria de imagens, logo abaixo, você poderá conferir algumas fotografias relacionadas ao processo de digitalização do livro, realizada na Bibliothek des Botanischen Gartens und Museums, em Berlim:


Trabalho de campo em São Mateus do Sul dá início a levantamento de história oral sobre erva-mate

Publicado em 23 de outubro de 2017

Entre os dias 18 e 20 de outubro, parte da equipe que integra o CEDErva esteve em trabalho de campo no município de São Mateus do Sul. O objetivo desta visita foi realizar entrevistas com agricultores familiares que estão envolvidos historicamente com os processos culturais da erva-mate em sistemas tradicionais. O trabalho, realizado ao longo dos três dias, contou com reuniões em diversas instituições relacionadas à agricultura familiar e a produção de erva-mate sombreada, como a Secretaria Municipal de Meio Ambiente e o Sindicato dos Trabalhadores Rurais da Agricultura Familiar de São Mateus do Sul.

As entrevistas fazem parte de um projeto de registro de história oral, desenvolvido pelo Laboratório de Pesquisa Memória, Cultura e Natureza do departamento de História da Universidade Estadual de Ponta Grossa, coordenado pelos professores Dr. Robson Laverdi e Dra. Alesandra Izabel de Carvalho. Além da coleta integral de entrevistas de três agricultores familiares tradicionais, foi possível a visitação a sítios de relevante valor histórico para a história da cultura da erva-mate, como barbaquás da década de 1920 e ervais centenários.

Esta visita representa o marco inicial do projeto que pretende ainda visitar ao menos mais quatro municípios, coletando relatos e imagens sobre a preciosa cultura da erva-mate sombreada no Centro-Sul do Paraná e Planalto Norte de Santa Catarina. Através de nosso site, você poderá acompanhar o desenvolvimento da pesquisa. Abaixo, seguem algumas imagens do campo realizado em São Mateus do Sul:


Evento no Canadá reúne pesquisadores para discutir produção alimentar sustentável

Publicado em 15 de setembro de 2017

Durante o final de semana passado, entre os dias 7 e 9 de setembro, ocorreu na cidade de Waterloo, no Canadá, o FLEdGE Meeting 2017. Promovido pela Wilfried Laurier University, O FLEdGE é um centro de estudos que concentra pesquisadores das áreas relacionadas a produção alimentar sustentável e engajada socialmente. O nome FLEdGE, sigla em inglês para Food: Locally Embedded, Globally Engaged significa em português algo como Comida: localmente produzida, globalmente envolvida.

Ao longo do encontro, pesquisadores de diversas nacionalidades e atuantes em diferentes regiões do planeta se reuniram, portanto, para apresentarem os avanços obtidos localmente em suas pesquisas e debaterem sobre as possibilidades futuras do projeto, e a equipe do CEDErva esteve presente:

A apresentação de nosso projeto contou com o levantamento das ações realizadas até o momento, como a consolidação de nosso sítio eletrônico como centro virtual de conteúdo sobre sistemas tradicionais de produção de erva-mate; o estabelecimento de diretrizes para as próximas etapas, que consistem nos levantamentos e registros de conhecimentos tradicionais relacionados à erva-mate; e o apoio mútuo desenvolvido entre o CEDErva e as outras instituições que nos apoiam.

O avanço do projeto CEDErva, em parceria ao FLEdGE, visa consolidar uma rede de conhecimentos tradicionais que fortaleça os sistemas de cultivo da erva-mate sombreada, promovendo a identidade e autonomia das comunidades produtoras.


Encontro em União da Vitória reúne agricultores e representantes comunitários para a apresentação do projeto CEDErva

Publicado em 4 de setembro de 2017

No último dia 30 de agosto, reuniram-se na sede do Instituto Federal do Paraná em União da Vitória-PR produtores rurais, representantes comunitários e de instituições de pesquisa e extensão rural. O objetivo do encontro foi discutir e estabelecer as diretrizes para a continuação do desenvolvimento e consolidação da rede de colaboração entre produtores tradicionais de erva-mate da região abrangida pelo centro-sul do Paraná e planalto norte-catarinense.

Marcaram presença no encontro membros representantes da FETRAF-Paraná, IAPAR, EMBRAPA Florestas, assim como lideranças comunitárias de Rebouças, São Mateus do Sul, Porto União, Antônio Olinto, Cruz Machado e União da Vitória. Além da apresentação do projeto que vem sido desenvolvido pelo CEDErva, foram discutidos o papel desempenhado pela erva-mate na manutenção e conservação da Floresta com Araucária e os valores agregados à erva produzida em sistemas tradicionais.

O encontro representou um importante passo em direção à viabilização de etapas seguintes ao projeto que visa consolidar a identidade tradicional deste território que está historicamente relacionado à produção da erva-mate.


Abaixo seguem as fotografias da reunião ocorrida na tarde de calor e tempo bom em União da Vitória: